Para quem nunca está contente tinhas de beber vinho melhor

Para quem nunca está contente tinhas de beber vinho melhor

  Não há nada como o tempo para nos ensinar. Para nos por de longe a ver o perto e nos mostrar o mundo como ele é. Simples como a cristalina luz da manhã. Sofri tanto quando fugiste que ainda nem te pude agradecer – Obrigado por me teres deixado ir, obrigado por teres sido a hora H e o dia Continue reading Para quem nunca está contente tinhas de beber vinho melhor

Eureka

Eureka

Saí à rua só para te ver. Apesar de ser junho, no hemisfério norte haver muita luz e normalmente fazer calor, naquela manhã chovia como se fosse abril em Londres.  O sol, longe de tão alto, calcava as nuvens negras com tanta força que a água descia célere e certinha como uma gigantesca janela eletrica Continue reading Eureka

Chega

Chega

Saí à rua para te ver. Chovia tanto que não notava as pessoas no caminho, os encontrões no passeio, as ultrapassagens perigosas… Faço-me à estrada e atiro-me às memórias como se fosse de gasolina. Atiço-lhes lumes e fósforos e mais pensamentos incendiários, fogo e labaredas. Hei-de esbarrar em ti se continuar sempre em frente. Tu não me ganhas em Continue reading Chega

Maio de mais

Maio de mais

Pela primeira vez em toda a  minha vida, dou comigo pensando que preferia ser outro. E não foi isto, não é por causa de mais este engano, olha que não é mesmo. Sabes que passo a vida a fazer confusões bestas, destas com horários de comboios, paragens de autocarro e meses de avião. Até aqui Continue reading Maio de mais

Like a god

Like a god

Vou te contar Berenice, você tá fora. Tou aqui com o Boss e me dá uma vontade de não pensar em você que não tem jeito. Não há fire  que chegue pra gente. Ouviu Berenice?! Não vai mesmo dar.. Ontem tava um homem num palco pensando, hoje tou, cacete, porra, hoje tou arrasando Berenice, você Continue reading Like a god

Berenice

Berenice

Esta noite fui ao teatro. Estava o palco vazio e dei comigo a pensar que podia ser eu a estar ali em cima, à frente de todos. Outro homem em cima de um palco a pensar. Mas, e que pensaria? Enquanto o Gregório Duvivier desfilava preces de homem sem saber o que pensar, angustiado na Continue reading Berenice