Ficar

Como num cofre que se não pode fechar de cheio,

trago dentro do meu coração, todos os lugares onde estive,

todos os portos a que cheguei e todas as paisagens que vi

Sonhei-as através de janelas verticais de tombadilhos impossíveis

[tudo é apenas aquilo que nós quisermos]

e em cada um deles desprezei a linha do horizonte

ignorei a regra do sextante e

desconsiderei a vontade das estrelas e do sol

No girar da latitude paro a pensar em ti

Respiro a rota me trouxe ao teu caminho,

e escuto.

As minhas amarras gemem presas nas paredes do teu cais

E eu que tanto amo liberdade, quero mais

[quero mesmo ser o teu acompanhante num futuro próximo]